Sinais de Sedução

No dia 23 de Fevereiro celebrou-se o Dia da Sedução. E o famoso Dia 1 de Abril está a aproximar-se, com as suas “Mentiras”.

O que é que Sinais têm a ver com Mentiras? E o que é que Sedução tem a ver com Sinais?

Para quem é dos anos 70 ou 80 (que é o meu caso), a famosa série cómica Seinfeld possivelmente fará parte do seu espólio de conteúdo de entertenimento. E o que me faz gostar tanto desta série é que não só me diverte mas, e acima de tudo, fá-lo tendo como premissa a caricatura das relações e interações românticas e o comportamento social. É simplesmente genial.

Se há uma coisa que fazemos, quer tenhamos ou não consciência disso, é enviar constantemente sinais uns aos outros, especialmente quando o assunto é o desejo, sexo, romance, paixão e atração. Quando temos ou não interesse em alguém, quer sejamos homens ou mulheres, o que fazemos é enviar Sinais, ou ignorar os sinais que nos são enviados. A nossa tarefa é saber interpretar corretamente esses sinais.

Que diferença faz ser-se Homem ou Mulher no que diz respeito ao envio de Sinais?

Nenhuma.

O que SIM faz diferença é, se a nível biológico temos mais ou menos testosterona no nosso sistema cerebral ou mais ou menos estrogénio – hormonas associadas ao sexo masculino e feminino, respectivamente.

Por estatística, há mais homens com uma maior predominância de testosterona no seu sistema cerebral. Isso faz com que esses homens sejam mais pro-ativos no que diz respeito a “caçar” o/a pretendente, a ir atrás, a conquistar, a abordar, a tentar a sua sorte. BASTA observar a natureza e a dança da corte (da Sedução) entre animais tão simples como um par de pombas, macho e fêmea, para ver esta dinâmica e comportamento reflectidos.

E por estatística também, são mais as mulheres com uma maior predominância de estrogénio no seu sistema cerebral. E para estas mulheres, uma atitude mais receptiva na corte é a mais natural.

E da mesma maneira que assim é para estes homens e mulheres, para as mulheres com mais testosterona e para os homens com mais estogénio nos seus sistemas cerebrais, a mesma lógica natural se aplica: quem tem mais testosterona é mais “alpha”, quem tem mais estrogénio é mais “beta”.

Como interpretar os Sinais?

Certamente estará familiarizado/a com o cenário do “antigamente” em que a mulher deixava “cair” o lencinho e o cavalheiro aproximava-se dela para o apanhar e lho dar?

Pois bem, que estaria ela a fazer ao deixar cair o lencinho?… A enviar um sinal. Que sinal era esse? Era o sinal de que ela estava aberta/disponível/interessada/atraída pelo cavalheiro, que tinha reparado nele e que era seguro ele aproximar-se e iniciar uma interação, ou melhor, iniciar a “dança da Sedução”. Muito provavelmente já teria havido uma troca de olhares antes, o que indicaria à mulher que ele a estava a ver e estava interessado nela.

E o cavalheiro que estivesse atento iria agarrar a oportunidade do lencinho para fazer a primeira abordagem e ter um motivo palpável para se aproximar e iniciar a conversa.

Era assim.

E ainda é assim. Só que em vez do lencinho, temos bares cheios de música e bebidas alcoólicas, e os “lençinhos” das mulheres podem ser um sorriso, um tocar no cabelo, um olhar mais demorado, um posicionamento no bar para um ângulo em que fique mais visível e o veja melhor e ele a ela, uma postura do corpo mais aberta, para sinalizar ao alpha que é seguro avançar.

Passos em Falso!

Mas por não haver consciência desta conduta biológica e social, o que muitas vezes acontece é,


… ele avança sem terem havido sinais (ela não deixou “cair o lencinho”).

… ele não avança apesar de ela ter enviado sinais (e aqui os motivos podem ser vários).

… ela envia sinais confusos e isso gera confusão nele, não sabendo como se posicionar.

… ela envia sinais confusos e isso gera confusão nele, e vai investigar para descobrir (ou seja, vai atrás dela na mesma).

…. ela indica por palavras ou gesto/comportamento estar indisponível para ser cortejada, e ele continua a interagir com essa intenção sem ler o sinal e sem ajustar o seu comportamento.

… ele pensa que ela enviou um sinal e assume-o como tal, sem o clarificar com ela e posiciona-se dessa maneira.


Estes são só alguns exemplos.

A Biologia é independente e transversal aos Géneros

A biologia é independente do género da pessoa. Como mencionei, por estatística há mais homens com mais testosterona e mais mulheres com estrogénio nos seus sistemas cerebrais.

MAS, se um homem tiver mais estrogénio, vai apreciar uma mulher (ou um outro homem), com mais testosterona, ou seja, vai apreciar e precisar (a nível biológico) de uma posição mais ativa por parte da outra pessoa, enquanto que ele fica numa posição mais receptiva, e que é mais natural no seu caso.

Portanto, nada tem a ver com a emancipação das mulheres, com homosexualidade, com direitos ou igualdade de género. Temos biologias diferentes (ou semelhantes!), sejamos homens ou mulheres. 

E é ESSA biologia muito própria nossa, que vai ditar por quem nos atraímos e como nos posicionamos naturalmente no grande salão da dança da Sedução e do jogo dos Sinais.

O próximo artigo…

…será sobre o primeiro dos quatro Tipos de Personalidade nos seres humanos ao nível biológico… o Explorador!

Com carinho e até já,

Elisa

Se gostou deste artigo, talvez tenha interesse em ler outros do género? Se sim, subscreva a newsletter.
É a melhor forma de poder informar os meus leitores sobre novos artigos, próximos workshops e eventos, ou a criação de novos serviços e conteúdos.

Ao subscrever, receberá uma ferramenta para o/a ajudar a tomar melhores decisões, principalmente ao nível dos relacionamentos.

*se já assinou, por favor ignore esta mensagem.
The last comment and 15 other comment(s) need to be approved.
0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *